Aos interessados

Aos interessados

Sejam todas e todos muito bem vindos ao nosso grupo.

Estamos ao vosso dispor para aqui publicarmos as vossas reflexões sobre a temática da Formação de Professores.
Para publicar, basta que enviem cópia digitada em words para o e-mail do administrador que, após moderação (principalmente contra plágios) e aprovação, se fará um prazer em veicular as vossas produções.
Para maiores informações visualize o registro do grupo junto ao CNPq através do link:


Visitou nosso blog?
Deixe um alô para que possamos saber que esteve por cá. Gostamos muito de todos nossos visitantes.

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

85 CRÔNICA DE UM ANO VELHO



Feliz Ano Novo.
Eu tinha pensado em escrever uma crônica para encerrar o ano e não conseguia encontrar um motivo, mas de repente...
Ano novo, como assim? O que é ano e o que é novo? O que será um ano velho?

Por esta altura é comum escutar as pessoas, na sua hipocrisia, desejarem às outras “Um Feliz Ano Novo”. Isso me inquieta e me faz pensar. Ano Novo? Para mim esta expressão representa um dilema, pois nunca consegui entender se, a bem da verdade, nós devemos desejar um Feliz Ano Novo ou se, devemos desejar que haja mudanças no Novo Ano. Serão essas expressões a mesma coisa? Ano Novo, Novo Ano!

Se eu lhe desejar um Feliz Ano Novo estou partindo do princípio que a partir do dia primeiro desse ano tudo acontecerá da forma que ele – Ano Novo – me proporcionar, induzindo-me, sorrateiramente, à acomodação, considerando que o ano se encarregará de fazer as mudanças necessárias para que eu seja feliz. Parto do pressuposto – e fartamente declarado em verso e prosa – que afirma que o ano velho foi ruim (mesmo considerando que todos chegaram lá e que realizaram grandes tarefas) ao longo do período de 365 ou 366 dias entre dois dias primeiros de um mês chamado janeiro o qual se convencionou ser o primeiro do ano. Novo, neste caso, passa a ser entendido como diferente, recém-nascido. Então, Ano Novo é aquele que nasce agora e que, embora gestado pelo anterior, dele é independente e diferente em si mesmo. E nós vamos entoando essa ladainha do “Feliz Ano Novo”.

Pessoalmente prefiro o “Feliz Novo Ano”, ou emitir meus votos desejando que a pessoa a quem desejo “Tenha um Feliz Novo Ano”, “Faça um Feliz Novo Ano acontecer”. Sim, é assim que eu vejo e assim que eu expresso meus votos de felicidades a todo mundo. Não há ruptura entre um dia e outro, não há descontinuidade de ações apenas por que a folhinha do calendário precisa ser virada, arrancada, substituída. Você não interrompe o que está fazendo no momento da “passagem” do ano para jogar fora o que fez em 2014 para que o Ano Novo comece a fazer tudo diferente por você. Você quem pode, sempre e não somente na “passagem do ano” procurar fazer a diferença, melhorar suas relações pessoais, suas posições e convicções diante de novas realidades vivenciadas. É você quem precisa fazer o Novo acontecer... Por que não um Novo Ano?

O que é um ano velho? Pela abordagem mais primária tudo aquilo que você fez num período anterior e que não serve mais para grande coisa (não gosto de ser extremista e dizer “para nada”). Mas é aí que a minha conversa começa a tomar sentido. O ano velho é aquele no qual você já tomou atitudes pelas quais responde hoje e, possivelmente, ainda responderá amanhã e por muitos anos. Não há como escapar disso. Não há como jogar fora o velho. O que podemos fazer, aí sim, é refletir sobre as práticas passadas para que possamos traçar novas metas e objetivos para o novo período que se avizinha e convencionamos ser a medida espaço temporal que organiza nosso fazer no curto prazo. Então, se somos nós a traçar as metas e os objetivos, se somos nós a tomar as decisões que nortearam nossas vidas futuras que nós tenhamos a coragem de fazer um NOVO ANO.

Façam todas e todos um NOVO ANO cheio de Paz, Alegria, Felicidade, Bem, Sucesso, Saúde e tudo que de melhor vocês possam almejar.

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

84 NOVA FERRAMENTA

Uma das vantagens de ficar "fuçando" na internet é descobrir coisas interessantes. Tem muita coisa, muita mesmo que nos pode ajudar no nosso dia a dia do fazer educação. Já estou ficando conhecido como "fuçador" e uma vez que assim é, quero trazer-lhes mais uma importante ferramenta de pesquisa que descobri. Espero que saibam usá-la e que ela lhes possa ser bastante útil.

Trata-se de um site de busca direcionado para assuntos da educação. Pode ir sem medo de ser feliz. Funciona como o Google e eu recomendo:


Boas pesquisas e ótimos estudos enquanto se preparam para a passagem do ano, deixando para trás este, que já está velho, e iniciando um novo. Mas não se iluda: Se você não mudar, não será a troca da folhinha do calendário quem vai fazer alguma diferença, pois a vida continua!

MUDE... para melhor, de preferência!









quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

83 LIVROS DE EDUCAÇÃO PARA BAIXAR GRATIS

Papai Noel passou aqui por casa e deixou presentes para todo mundo. Como já estava cansado de tanta viagem me pediu para eu levar até vocês o que ele trazia para lhes entregar.

Como sou "bom mocinho", deixei que ele fosse repousar e aqui estou para cumprir o pedido dele. Trago-lhes alguns livro sobre Educação que podem ser muito úteis na vossa formação.

Acessem o link abaixo e comecem a baixar aqueles que julgarem interessantes.

Ah! E enquanto ainda é tempo: FELIZ NATAL!









quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

82 DE MAL A PIOR



Ainda não digeri bem a notícia apesar de ser fato antigo – ou melhor dizendo – já conhecido por movimentos especulativos: CID é o novo Ministro da Educação.

Ainda estão tão fortemente visíveis as imagens de professores sendo massacrados pelos trogloditas sob seu comando; ainda ecoam profundamente as suas palavras me mandando trabalhar por amor; dói-me, neste momento, a sua incompreensão para com um movimento paredista que já perdura há mais de 100 dias e que visa tão somente à elevação das condições de trabalho de quem está encarregado de fazer o povo pensar mais e melhor nas propostas indecorosas desse senhor governante que, pasmemos, é agora agraciado com um dos maiores “budgets” do orçamento nacional. Será que é recompensa pelos bons serviços prestados à educação cearense?

A incredulidade é tanto maior quanto maior é o meu interesse em contribuir para a elevação do patamar em que se encontra a nossa combalida educação. E não adianta me dizerem que a educação no Ceará está entre as melhores do país, pois estar entre as melhores numa das péssimas educações do mundo não é, no meu entender, nenhum fato a ser comemorado, ao contrário, deveria envergonhar-nos diante daqueles a quem queremos fazer crer que somos uma das grandes potências mundiais. Mas se é só isto que temos a oferecer... Resta saber quem vai querer aceitar tal oferenda!

Quem mais merece Cid Gomes e seu pensamento grã burguês são os americanos. Ali, nos “isteitis”, ele cairia como uma luva, pois talvez conseguisse trazer algum dinheiro do BID para um estado tido como pobre; mas na educação, acredito, só vai fazer piorar a saúde de uma paciente que, no âmbito nacional, já se encontra, quase, em fase terminal.

Que os arautos da educação se compadeçam de nós! Não acredito em conversões de última hora, apenas nos filmes, vez por outra, o vilão vira mocinho!

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

81 TRÊS LIVROS PARA VOCÊ

O Grupo de Estudos sobre Formação de Professores (GEFP) está se portando muito bem, aliás, muito bem mesmo levando em consideração tudo que já fizemos num curto espaço de tempo. Isso é bom, mas como se costuma dizer, sempre se espera que possa melhorar. É nisso que estamos apostando.

Na nossa última reunião, antes do recesso das festas de final de ano que vivenciamos, planejamos algumas ações. Algumas são perfeitamente realizáveis, independentemente do número de participantes que colaborem no GE, mas outras foram sugeridas que carecem mais apoio e de uma mão de obra intelectualizada mais dilatada.

Hoje, a minha postagem vai no sentido de convidar a virem tomar parte conosco nesse grupo que está produzindo saberes, alargando as possibilidades práticas de atuação e, de um modo mais indireto, preparando o aluno para o enfrentamento de novos desafios na caminhada formativa do participante, abrindo-lhe os horizontes para o prosseguimento aos estágios mais elevados (mestrado, doutorado).

Todas e todas que se sintam atraídos a fazer parte deste grupo, poderão vir participar, pois a metodologia de trabalho permite que a qualquer momento as pessoas possam entrar ou sair sem grandes perdas na entrada e sem absolutamente nenhuma perda na saída se assim desejar. Nosso próximo encontro deverá acontecer (necessita confirmação) no dia 05/01/15 ou no dia 09/01/15. Nesse primeiro encontro faremos muito mais que uma retrospectiva do período anterior através de uma palestra do Prof. Dr. António Sampaio da Nóvoa. Depois, nos encontros seguintes partiremos para o estudo de outro pensador da Educação de um modo geral, da Formação de Professores, e da Educação Inclusiva de uma forma mais específica. Com este roteiro devemos preencher grande parte do mês de Janeiro, só depois daremos início ao novo período.

Para motivar um pouco mais a vossa participação vou colocar em disputa três (03) livros - veja a imagem abaixo - que entregarei com todo prazer àquele ou àquela NOVO(A) participante que até às 22 horas do dia 29/01/15 mais comentar nas postagem que aqui farei até esse dia. Vale lembrar: Os comentários devem enquadrar-se dentro da discussão levantada pelas "postagens"; Logicamente só participarão comentários identificados;A contagem começa a partir de agora, isto é, comentários a este "post" já ficam valendo; o prêmio será entre no encontro do dia 30/01/15, ou no mais imediatamente a seguir que seja realizado. Em caso de empate, será ganhador aquele ou aquela (entre os novos) que mais tiver participado do GE no mês de janeiro; Aquele ou aquela que estiver registrado como seguidor do blog; persistindo a igualdade, o desempate será feito pela avaliação dos participantes já existentes, tendo o coordenador voto de minerva. 

Nota final: não há obrigatoriedade alguma de entregar os livros se não aparecerem participantes que atendam ao mínimo de condições.

Às vossas marcas!

                    Os livros que serão entregues

 










domingo, 21 de dezembro de 2014

80 APRENDA A PESQUISAR NA NET

Pois é...
Muita gente usa a internet, mas será que todos sabes pesquisar nela?
E você sabe?
Ou está querendo aprender?

Bem se quer aprender siga este link:

79 LIVROS PARA BAIXAR

Procura livros para baixar?
Veja aqui:
http://canaldoensino.com.br/blog/confira-15-sites-para-baixar-livros-de-graca

Boa leitura!

78 ESTÁ PRECISANDO PUBLICAR?

Prometi - e promessa é dívida - aos meus/as companheiros/ras do GDFE que no próximo período iríamos centrar nossas forças nas publicações em revista com Qualis/Capes, o que de modo algum significa que não devamos continuar nossa apresentações de trabalhos em eventos acadêmicos, vou deixar-lhes aqui uma pequena lista (inicial) de algumas revistas com um qualis menos elevado para que comecemos com humildade e, aos poucos, possamos ir galgando novos patamares. Algumas, nessa lista, já são classificadas num nível bastante bom até para quem já tem mestrado e doutorado, mas sejamos modestos dentro de nossas possibilidade.

Esta lista pode e deve servir também para todos aqueles que nos visitam e queiram arriscar-se na arte de produzir trabalhos científicos para não importa qual fim. Sirvam-se à vontade e só posso desejar a todos nós muita sorte e boas produções, pois sem esses dois quesitos é muito difícil, na área, ter acesso aos locais de publicação.

Eis a lista:

     RELAÇÃO DAS REVISTAS PARA PUBLICAÇÃO COM RESPECTIVO QUALIS
Nome
Qualis
01
Revista Cadernos de Subjetividade
B5
O2
Revista Alef
B5
03
Revista Teias
B1
04
Revista Tempos e Espaços em Educação
B4
05
Revista Alfa
B5
06
Revista Roteiro
B2
07
Revista NUPEART
B5
08
Revista Eventos Pedagógicos
B5
09
Revista Conhecimento Interativo
B4
10
Revista Imagens da Educação
B4
11
Revista Identidade (On Line)
B4
12
Revista Athena
B5
13
Revista Educação e Fronteiras (On Line)
B3




OBS: Basta consultar no Google pelo nome

  

Esta lista será acrescida na medida em que forem surgindo mais informações.

Quem sabe, durante as férias não nos surja alguma inspiração!

Boas Festas!